Quando eu crescer

8 Aug

I do not like to write – I like to have written. Gloria Steinem

É engraçado olhar pra minha vida agora. Não sei quando foi exatamente que aconteceu, quando foi que parei de me preocupar com “o que vou ser quando crescer?”. Só sei que até um tempo atrás ainda tinha muitas dúvidas. Trabalho era trabalho, profissão era profissão, talento era talento; não conseguia juntar as coisas, mas separá-las também não fazia sentido.

.

A criança nasce. Ainda nem deixou a fase carinha do joelho e os pais já sonham com o futuro. O que ela vai ser quando crescer? Não importa o que ela decida, vou apoiar. Devem ter pensado assim quando eu nasci. Será?

Na minha família nunca houve pressão pra nada. Cada um escolheu o caminho que mais lhe agradava, alguns por talento, outros por afinidade. Temos um engenheiro, um administrador, uma designer de interiores e uma pessoa que ama escrever. Relações Públicas por formação, redatora por afinidade, hobby, prazer, paixão.

Houve um tempo em que tudo era motivo para escrever: o silêncio, a saudade, o amor, a decepção. Naquele tempo cada coisa mínima virava um texto dentro da minha cabeça: o entardecer, o amanhecer, as cores do céu, as pessoas atravessando a rua.  Naquele tempo. O tempo hoje é outro. Mas escrever, pra mim, é atemporal.

Se antes as palavras viravam textos, hoje elas viram reflexões. Tenho centenas, talvez até milhares de textos começados. Um ou dois parágrafos que comecei a escrever quando vi uma cena. Escutei uma conversa. Tive uma ideia.

Poderia lamentar a minha falta de dedicação com as palavras, que infelizmente se reflete no blog. Mas acreditem, hoje é delas que eu vivo. As palavras nunca saem da minha cabeça. Eu continuo enxergando textos em cada micro coisa da vida. E, mesmo que eles não saiam da cabeça, mesmo que eles virem dois parágrafos congelados numa página de word, quando eu paro pra pensar nisso eu fico feliz. Porque eu não sabia o que ia ser quando crescesse. Mas agora eu cresci e já sei o que sou. E gosto disso.

.

Uma das metas de vida: não deixar o blog abandonado por tanto tempo. Yes, I can.

Advertisements

One Response to “Quando eu crescer”

  1. fernando wilson August 9, 2012 at 11:27 pm #

    Cara… é você falando por que o blog é seu… por isso acredito…. mas podia jurar que tudo isso que você escreveu foce eu… o diferencial é que você faz o que gosta e eu ainda pensando no que fazer, talvez ainda não cresci.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: