O manual de cagação de regras do amor

16 Jul

Uma das coisas mais “antigas” que me lembro de ouvir, ainda na infância, sobre a vida a dois: você tem que se esforçar para manter a chama acesa. Durante anos, aquilo ficou meio literal na minha cabeça. Não conseguia separar a imagem do casamento da imagem de uma vela eternamente acesa sobre a mesa de jantar. Nas prateleiras do supermercado ou da padaria, as revistas femininas são cheias de truques infalíveis: para trazer o amor, para fazer o amor ficar, para recuperar o amor perdido. Para apimentar a relação, para acender a chama, para enlouquecer o homem em cinco passos. Ou em dez. Ou de quatro.

No dia a dia a cagação de regras continua. Todo casal briga. Todo casal tem que trepar três vezes na semana, caso contrário é sinal de que a relação vai mal. Todo casal tem que querer casar e ter filhos pra mostrar que ama, que é pra sempre. Todo casal, em algum momento, vai discutir por causa da toalha molhada em cima da cama. Dos sapatos espalhados pela sala. Se a sua vida a dois não é assim, tem alguma coisa errada. Quem disse?

Longe de mim ser a dona da verdade. De todas as verdades, aliás, só conheço a minha. Aquela que eu vivo todo dia. Não perco tempo pensando há quanto tempo não brigo , ou se brigo demais ou de menos, se trepo demais ou de menos, se caso ou não caso; e se tem toalha molhada em cima da cama eu estendo; se tem sapato no chão eu empurro pro canto.

A verdade que eu vivo todos os dias é que não existe regra alguma. O lance dá certo quando é pra dar e é só nisso que eu acredito. Que existe sim uma pessoa certa pra cada um de nós. Às vezes demora pra encontrar, e no meio do caminho você topa com várias erradas, e é assim que é. Uma hora você encontra O cara, aquele com quem você divide tudo – problemas, alegrias, contas, toalhas molhadas, sapatos espalhados, noites mal dormidas. As coisas funcionam sem que você precise se esforçar para isso.

E aí você não precisa apimentar a relação, porque ela tem todos os sabores do mundo.

Advertisements

5 Responses to “O manual de cagação de regras do amor”

  1. Pri Le E Julia July 24, 2012 at 6:39 pm #

    Otimo ponto de vista… Gosto muito dos seus textos! Paula é uma graça…. Compartilhei seu texto no face ok, citei a fonte e td mais… Escreva mais, escreva sempre rs

  2. Fernando Wilson August 9, 2012 at 11:33 pm #

    Aiai… Surpreso…

  3. Stephie October 3, 2012 at 1:46 pm #

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: