Samba no dos outros é refresco

6 Feb

Eu não gosto de Carnaval. Gostava quando era mais nova, quando era possível frequentar qualquer “multidão” sem me sentir acuada. Mas isso foi há uns 15 anos. Fujo de qualquer multidão – e aí não é porque sou curitibana. É porque tenho medo. De ser assaltada, de ser pisoteada, de ser sufocada, de levar bala de borracha, tenho medo até daqueles marmanjos metidos a besta que chegam pegando na cintura da gente.

Meu consolo sempre foi morar numa cidade que não é de Carnaval. Deixa o Carnaval pro Rio, pra Bahia, pra Minas; Curitiba é o lugar de quem quer fugir da zoeira. Porque é uma cidade fria (embora não aparente nos últimos dias), porque não tem sambódromo e muito menos samba no pé. Nunca ninguém parou pra pensar por que essas coisas não combinam com a cidade? Curitibano não é festeiro. Pensa que é. Mas não sabe ser (assim como não sabe ser educado – e uma coisa leva à outra…).

Não tô falando de você que combinou de ir pular Carnaval com as amigas. Nem das famílias que enfrentaram o sol escaldante do domingo para ver a ‘manifestação artística’ no Largo da Ordem. Tô falando da massa, que, mais dia menos dia, é atraída para todo e qualquer evento público. Daquele monte de gente sem cultura, sem educação, que acha que festar é poder andar bêbado pela rua, vomitando pelos cantos, quebrando tudo e mexendo com a mulher do outro. O mesmo tipo de gente que invade o litoral no réveillon e nos obriga a escutar as piores músicas em volumes absurdos. Gente que acha que festa = bagunça. E isso não é puritanismo, vocês sabem que não é. Tudo que tem muita gente junta, de culturas diferentes, de níveis alcoólicos diferentes, de objetivos diferentes, dá merda em algum momento. Não é culpa das famílias, nem da polícia, nem dos “foliões de bem”. É uma questão cultural, difícil de explicar, de entender e impossível de conter. Deviam deixar o Carnaval pra quem entende do assunto.

Advertisements

One Response to “Samba no dos outros é refresco”

  1. Denise February 13, 2012 at 5:25 pm #

    Eu detesto muvuca, gente bêbada e o que se chama de ‘carnaval’ por aí. Mas olha, vou contar que tô tendo uma experiência muito legal aqui no nordeste. As festas são gostosas, tranquilas, com muita farra, sem dúvida, mas tão… inocente, sabe? É criança com adultos, mães com bebês, adolescentes mil, blocos de senhoras, fantasiadas… todo mundo bebe – mas não vi nenhum tumulto causado por bêbado. Não vi uma briga nem trogloditas puxando a mulherada pelo cabelo ou pegando pela cintura… E como todo mundo aqui diz, a gente ‘brinca’ de carnaval. Coisa bem gostosa!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: