Inbetween days + 10 reais de gasolina

10 Aug

Não sei exatamente o quê define uma música como “velha”. Dia desses li em algum lugar “ouve essa música, é velha, mas é legal” – a música em questão era de 2004. Claro que com toda essa confusão de internet as coisas envelhecem em dias, semanas, mas eu acredito que algumas músicas nunca poderão ser consideradas velhas. Pequeno exemplo, uma das minhas favoritas da vida: Inbetween days (The Cure) foi lançada em 1985, se não me engano. Não consigo ouvir e pensar que é uma música velha. Mas tudo isso é só nome, conceito. Algumas coisas não são velhas, são datadas. Se você ouve Technotronic (eu espero que não) vai lembrar dos anos 90, quando o gadget mais fashion era um walkman Moving Sound da Philips.

Da mesma forma também não sei o que pode definir uma pessoa como velha – além, é claro, da data de nascimento na carteira de identidade. Se eu assumisse os cabelos brancos, passaria à categoria de velha em poucos meses. E antes dos 40. Desde que eu assumi que não tenho mais fôlego para a balada ou programações noturnas intensas durante a semana, já fui tachada de velha incontáveis vezes. A vida é assim: quando você tem dinheiro e liberdade para fazer o que bem entender sem ninguém pegar no seu pé, você está velho demais para aproveitar o lado “jovem” da vida.

E as pessoas nunca observam o que você está fazendo, não te parabenizam pelas conquistas da vida adulta. Preferem te julgar pelas coisas que você está deixando para trás. Como se isso fosse ruim. Já deixei para trás várias coisas de jovem mesmo e nessas horas não me sinto velha, pelo contrário. Indecisão, instabilidade, mesada, balada cheia de bêbados, fila pra ir no banheiro, celular de crédito, dezão de gasolina… não dá pra ser adolescente pra sempre.

 

Advertisements

2 Responses to “Inbetween days + 10 reais de gasolina”

  1. Loli August 14, 2011 at 8:11 pm #

    Se o critério pra ser velho é não gostar de balada e de todas essas coisas que vc listou (gente bêbada, cigarro na cara, fila de banheiro) eu nasci velha.

  2. Denise August 16, 2011 at 8:58 pm #

    ai Paula, que texto ótimo! E ótimas ideias também. Pois é, eu sempre fui meio velha. dia desses uma amiga me chamou de ‘aposentada’. então tá, né? hehehehe beijos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: