Silêncio

14 Jul

As pessoas tem me cobrado que eu escreva algo na Casa dos Trinta. É legal saber que isso daqui faz falta, que ainda tem gente no mundo com paciência pra ler um post de blog. A questão é que anda meio difícil lidar com o cataclisma dentro da minha cabeça.  Já comecei uns vinte textos para deixar aqui. Não terminei metade e não gostei dos poucos que chegaram ao ponto final.

Aí parei de me cobrar e entendi que é preciso respeitar esses períodos de silêncio.  Assim como a gente precisa dormir oito horas por dia (ok, eu preciso de um pouco mais). Assim como algumas relações precisam de um tempo pra serem repensadas e retomadas. Assim como precisamos de férias de vez em quando. E tirar a cara do computador pra ver coisas de verdade e falar com gente feita de carne e osso. O meu silêncio, portanto, é cheio de barulhos e conversas – que não estão ecoando aqui, somente isso.

Nesse tempo off tenho feito outras coisas – uma delas, por exemplo: estou aprendendo a mexer no tumblr.  Minha ideia é ver com mais atenção as pequenas coisas e grandes pessoas do meu mundo e sintetizar tudo em frases ou letras de música. Não é nada genial, mas tem sido mais fácil assim. O endereço é este aqui.

Volto já já… =)

Advertisements

4 Responses to “Silêncio”

  1. Ronise Vilela July 15, 2011 at 12:39 am #

    Eu sou uma pentelha, mas fico feliz que você voltou. 🙂

    • Paula Schutze July 15, 2011 at 6:48 pm #

      tamos aí, né. tudo para agradar os leitores fiéis =)

  2. thebestpessimist July 22, 2011 at 12:54 am #

    Oi, Paula.
    Leio o blog de vez em quando.
    Nada pra fazer, penso em dar um pulo e ler as suas impressões…
    Sei lá, acho muito sóbrio e ao mesmo tempo bem humorado o seu olhar sobre as coisas do cotidiano.
    E, bem, estou indo pra Curitiba na segunda-feira. Um congresso.
    Pensei se você teria dicas de turismo para uma turista que não quer ser tão turista, mas aproveitar a cidade. Sebos, livrarias, música boa (em horários amigos e com cadeiras de preferência, haha), enfim… Ah! Lugares para comer, bons e baratos (com opções vegetarianas).
    Sei que aqui não é guia, mas… Não sei. Li uma vez sobre Santiago aqui e me deu vontade. Talvez você possa fazer o mesmo com Curitiba.
    Um abraço,
    Isabela.

  3. Oksana July 22, 2011 at 5:33 pm #

    Pode me incluir nessa turma (dos leitores fiéis)! Mas entendo perfeitamente a necessidade de silêncio, especialmente quando a vida no mundo real é que nos afasta do virtual! 🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: