Os meus 15 álbuns. Que são 11.

9 Sep

Essa brincadeirinha tá rolando lá no Facebook hoje – você tem que listar 15 álbuns que “marcaram a sua vida”. Difícil elencar 15 álbuns num dia como hoje, em que meu cérebro parece ter emendado o feriado. Achei justo listar aqui todos os que considero marcantes na minha história – e aqui eu posso falar um pouquinho sobre o porquê de cada um deles figurar nessa importante lista. Uau!

– Smashing Pumpkins – Mellon Collie and the Infinite Sadness

Eu sempre gostei de Smashing Pumpkins, basicamente por causa de Billy Corgan e até da careca inconfundível que ele assumiu de uns anos pra cá. A voz arrastada e meio desafinada foi trilha sonora de muitos, MUITOS momentos. 1979 é a música que até hoje me faz achar que eu tenho uns 20 e poucos anos.

– The Cure – Gallore

De fato, tenho queda por vocalistas estranhos. O que eu mais gosto em Robert Smith é do cabelo, que pede urgentemente por pente e condicionador desembaraçante. E também porque ele usa batom vermelho sim, e daí? Ao contrário de Billy Corgan, ele canta bem. Cut Here é a minha favorita de todos os tempos.

– Placebo – Sleeping With Ghosts

Taí mais um álbum com vocal questionável. Brian Molko canta, toca e ainda tem tempo para circular na androginia. Gostei muito do show do Placebo que assisti nos idos de 2004, se não me falha a memória. E apesar do Sleeping… ser meu preferido, a melhor canção do Placebo é Every you every me. Que eu acho que é de outro álbum, não?

– Weezer – Green Album

Essa é simples: eu amo Island in the Sun. Me faz lembrar de dancinhas e bailinhos lá pelos anos 2002.

– James – Millionaires

O que dizer dessa banda que nunca chegou a ser hype? Um dos melhores vocais do meu planeta. Adoro Sit Down, Laid, Sometimes é um clássico do boteco que eu freqüentava no início deste século. Mas Crash é a minha música favorita de todas. E vive neste álbum.

– Kings of Leon- Because of the Times

Minha relação de amor com o Kings of Leon não foi construída do dia pra noite. Até hoje rejeito algumas coisas deles, como o excesso de pira com guitarras (o Wilco também faz isso). Mas Because of the Times foi justamente o álbum que mudou isso. Gosto de todas as músicas, sem exceção, mas toda vez que ouço Knocked Up os pelinhos do braço se arrepiam.

– The Killers- Hot Fuss

Poucas pessoas no mundo poderiam passar pelo que eu passei: 48 horas na companhia de uma de suas bandas favoritas. Eu jantei com Brandon Flowers na Grimpa, eu fui com ele na farmácia comprar Fenergan, eu desci o elevador da Pedreira com ele enquanto milhares de pessoas se afoitavam para assistir ao show do Killers. E vou pra sempre achar que Mr. Brightside é a música mais incrível que já fizeram.

– Morrissey – Suedehead: the best of Morrissey

Teve uma época da minha vida, 199X, que eu curtia uma melancolia feliz. Se é que isso existe. E o Morrissey tinha aí umas músicas que ornavam bem com esse estado de espírito. Também sempre fui super fã do topete, desse estilo meio blasé, e das músicas com títulos longos. Que tal “The more you ignore me the closer I get” ou “We Hate It When Our Friends Become Successfull”?

– Arcade Fire – Funeral

Arcade Fire, uma banda consistente. Sempre fez bons CDs dentro do estilo Arcade Fire de ser. E acho que comentei aqui na semana passada: o Arcade Fire foi uma das bandas “novas” que pra mim era realmente nova. Faziam (e fazem) um som que nunca me lembrou nada a não ser Arcade Fire. Gosto da mistura de vozes, instrumentos, dessa coisa meio celeiro. Arcade Fire me lembra música de celeiro. Nunca morei num celeiro.

– Coldplay – Parachutes

Sim, o Coldplay ficou pop e se aproxima hoje do que considero uma banda comercial de nível médio a ruim. Mas Parachutes tem duas das músicas mais fofas dos meus vinte e poucos: Yellow e Trouble. São de chorar. Hoje em dia não choro mais, mas ainda gosto muito.

– Moby – Play

Nunca fui fãzaça de Moby. Não acompanho a carreira, não tenho todos os discos, não fui nos shows, e nem mesmo a careca dele faz o meu tipo. Mas eu simplesmente adorava esse álbum Play, e só por isso ele não poderia ficar de fora. Até hoje eu curto ouvir “Why does my heart feel so bad?”. We’ll never know…

Advertisements

3 Responses to “Os meus 15 álbuns. Que são 11.”

  1. Samuel February 1, 2011 at 8:32 pm #

    UAU!…casa comigo? rsrs

  2. Samuel February 2, 2011 at 12:51 pm #

    Posso ser intrometido e deixar minha listinha de 10 álbuns que marcaram minha vida?

    – The Cure – The head on the door: Foi o primeiro álbum do Cure em minhas mãos depois de Standing on the beach. Marcou um período muito feliz da minha adolescência. Viagens e descobertas mil.

    – The Smiths – The queen is dead: Aqui me fez perceber que música pop pode ser muito inteligente, irônica e sacárstica.

    – Joy Division – Closer: Minhas angústias adolescentes mais sombrias tinham voz.

    – Echo and the Bunnymen – Ocean Rain: Música pop perfeita. Simples e grandiosa ao mesmo tempo. Foi trilha sonora de muitos momentos marcantes.

    – Bauhaus – Burning from the inside: Eu me sentia personagem de um filme B.

    – Nirvana – Nevermind: Aqui, as angústias adolescentes não só tinham voz, tinham grito.

    – Smashing Pumpkins – Siamese Dream e Melon Collie

    – Radiohead – The bends
    – Radiohead – Ok Computer
    – Radioehad – Kid A
    – Radiohead – In raibows

    Passei 1? Ah…lembrei agora de Pixies e até Cocteau Twins. Siouxsie, Poesie Noire, e até Ride. Velvet Underground, Beatles e até Placebo…rsrsrs…essas listas são cruéis.

    Faz uma de filmes?

Trackbacks/Pingbacks

  1. Queria dormir hoje e acordar no Natal pra ceia « Casa dos Trinta - October 6, 2010

    […] no som da nossa casa o novo álbum do Kings Of Leon. Lembra que essa banda tinha um disco no meu “Top 11 Discos” né? Eu digo que nesse novo álbum eles se redimiram totalmente com os meus […]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: