o ciclo da vida.

11 Aug


voltei. acho. fui levada por uma enxurrada de notícias e acontecimentos. minha mãe fala comigo que 2010 está sendo o ano da “zica”: nem tudo foi bom. nem nada foi por acaso. tantas notícias ruins e ainda assim, eu sigo esperando pelas boas. pela tal bonança depois da tempestade.

poderia escrever um texto longo e triste sobre tudo o que aconteceu; mas o fato é que as pessoas mudam e aquela ranzinza rancorosa não mora mais dentro de mim. sofrimento tem prazo pra acabar, não deixo durar mais que o necessário. coisa ruim atrai coisa ruim, aprendi com a minha vó e faço questão de deixar registrado aqui.

o ciclo da vida é, no mínimo, curioso. quando eu era pequena – ou menor, ou mais jovem – as festas em família eram assim: a mesa dos adultos e a mesa dos pequenos. na mesa dos adultos ficavam meus pais, tios e avós. na mesa dos pequenos; eu, meus irmãos e primos. não consigo enxergar uma fase transitória. só sei que de repente sou eu sentada na mesa dos adultos, ocupando as cadeiras daqueles que já se foram. a mesa dos pequenos é ocupada pelos sobrinhos, pelos netos, pelas crianças. pelos pequenos.

a gente que se preocupava em pedir presentes de natal e aniversário agora se preocupa em ter dinheiro pra poder presentear todo mundo. a gente que bagunçava a casa dos outros agora arruma a nossa. a gente que achava que ter trinta e poucos era uma coisa muito adulta e distante agora precisa dar o exemplo. de ser adulto sem ser velho. de ser responsável sem ser chato. a gente já não sabe mais como se dança, a gente se bate com algumas tecnologias, a gente tenta entender o que ensinam pras crianças na escolinha hoje.

a gente ocupa na mesa as cadeiras daqueles que já se foram. e quase esquece como foi dolorido enfrentar tantas partidas. e ainda assim arranja tempo e força pra não deixar que as cadeiras fiquem vazias, porque esse é o ciclo da vida.

Advertisements

11 Responses to “o ciclo da vida.”

  1. Nadja G. August 11, 2010 at 2:22 am #

    Nossa, lindo seu post! Queria ter escrito ele! haha

    Na minha família também tinha essa de mesas das crianças, principalmente no Natal. Agora a gente ri porque continua sendo assim, só que o menorzinho tem 26 anos e é advogado.

    Também já tinha pensado nisso. É o ciclo da vida mesmo!

    Parabéns pelo post.

    Beijos

  2. Letícia Vilela August 11, 2010 at 12:44 pm #

    exatamente! ótimo texto!

  3. Helaine August 11, 2010 at 1:03 pm #

    Paulinha sabe que andei pensando sobre isso ha pouco tempo mas não conseguiria ter exposto da forma como vc fez.
    Parabens pelo texto.
    Adorei!
    Bjs

  4. Tiago Dutra August 11, 2010 at 1:37 pm #

    Fantástica, como sempre. Beijoca!

  5. Zero August 11, 2010 at 5:16 pm #

    Que texto perfeito! 🙂

  6. Oksana August 11, 2010 at 5:50 pm #

    E às vezes escutamos o pessoal da mesa das crianças falando coisas como: “Ele é muito velho! Deve ter uns 35 anos”… hohoho
    Aproveitemos a vida antes que os pequenos venham ocupar nossas cadeiras!
    Amei o texto, como sempre.
    Beijos

  7. Ronise Vilela August 11, 2010 at 6:07 pm #

    Eu já me flagrei inúmeras vezes refletindo sobre a mesa dos adultos e a mesa dos pequenos. Dia desses, fiz a mesa dos pequenos, com minha filha de 3 anos, os primos de 10 e 1,6 e mais uma amiguinha de 5. Preparando a comida deles, os sucos e sempre faço isso. Mas, infelizmente, não vejo a MAIORIA dos pais modernos se prepocuparem com isso. Os filhos tomam o lugar dos adultos, paspalhos ordenados por crianças sem o menor grau de maturidade e de construção de um olhar, que um dia, quando adultos, possa virar um post tão sensível quanto o seu!

  8. Edenilson João ex-Tipos August 11, 2010 at 8:42 pm #

    Sensacional, como diria o Paulo Pimentel.

  9. d. August 12, 2010 at 12:14 am #

    muito legal, piulinha!
    beijos

  10. jana garcia August 16, 2010 at 1:55 pm #

    delícia de texto. inspiração buscada lá dentro… e isso é tão bom.

  11. Deni August 23, 2010 at 11:20 am #

    Eu ainda me surpreendo com esta eterna sensação que ‘estamos crescendo’, quando já devíamos nos olhar ‘crescidos’. Engraçado, né?
    Espero que tudo corra bem pra vc neste final de ano, que ainda tem 4 meses de coisas pra acontecer. Vou torcer pras boas superar as menos boas. =)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: