confraternizar pra quê?

3 Dec

as obrigações da vida corporativa sempre me levaram muito além, aquele papo de “você sempre pode ir mais longe quando achou que estava no seu limite”. sabe como?

tinha uma chefe que me enchia com balelas do tipo quem não é visto não é lembrado, você precisa estar lá, a presença que faz a diferença, etc e tal.

por conta disso e do meu TOC -que me faz achar que se eu não fechar a porta do armário antes de dormir, uma aranha vai subir na cama e dormir comigo – eu sempre encarei com certo bom humor as festas corporativas. dos singelos almoços de confraternização às desafiadoras festas com amigo secreto: eu sempre estava lá.

mas é claro que um dia o feitiço vira contra o feiticeiro e nos últimos anos aconteceu comigo. acreditando que basta estar lá para fazer parte do troço, tentava sempre passar despercebida, conversar um pouco aqui e ali e ir embora super à francesa sem precisar dar tchau pros colegaish.

a primeira vez que isso deu errado foi numa viagem da firma. três dias enfurnada num hotel com o pessoal, sendo que no terceiro passaríamos por uma divertida e estimulante atividade outdoor. a atividade envolvia, entre outras coisas, o uso de camiseta camuflada com a logo da empresa e uma mochila da mesma ordem, contendo: 2 garrafas de gatorade, um misto frio e uma barra de cereais. e consistia, basicamente, em passar o dia todo no mato andando por trilhas sem poder falar (sim, fazia parte do processo manter a boca fechada, buscando novas formas de comunicação com os colegas. demais, né!). a ideia era aproveitar o silêncio obrigatório e passar o dia todo emburrada. e deu errado no exato momento em que descobri que na minha equipe estava ninguém menos que o VP da cia. fim.

a segunda vez que minha participação em evento de firma deu errado foi num churrasco de confraternização. além da comelança, o pessoal do RH resolveu organizar brincadeiras divertidas para ajudar na integração dos colaboradores. e a brincadeira divertida da vez era nada menos do que uma disputa de mímica. tentei passar batido e ficar chutando palavras loucamente enquanto membros da equipe (sim, de novo, eu tinha uma equipe) se desdobravam em movimentos desconexos. minha discrição não adiantou nada: em algum momento que prefiro não lembrar, fui escolhida para interpretar uma mímica. eu mesma. e não era pra equipe. no cartão do imagem & ação estava a palavra TODOS. de modo que sim, eu fiz mímica para presidente, vice-presidente e a quem mais possa interessar. fim.

a terceira vez que deu errado foi no famigerado amigo secreto, sem dúvida meu evento favorito de firma. uma vez escrevi um texto fantástico sobre isso (vou ver se resgato pra botar aqui). o bichinho do você precisa estar lá me cutucou de novo (e eu já nem sei o porquê disso tudo, já que agora não faz mais sentido mesmo) e lá fui eu, sacolinha de presente debaixo do braço.

dessa vez não precisava andar no mato feito abominável homem das florestas nem fazer mímica para TODOS. era o mais inofensivo evento, convenhamos. mas eis que lá pelas tantas rola o momento discurso – primeiro um chefão, depois outro, e depois outro. e o terceiro chefão resolve que não, não é suficiente. vamos convidar alguém da plateia pra discursar também. falar sobre as maravilhas de 2009 e as grandes esperanças para 2010. olha lá gente, alguém quer falar, senão vou escolher alguém, alguém? alguém? vou escolher então… paula. nossa querida colega do marketing.

e não, não bastava falar para TODOS. tinha que ser EM PÉ.

vocês devem estar curiosíssimos com meu discurso repentista, né? só que eu não vou poder escrevê-lo aqui – ainda. aguardem momentos eletrizantes nos próximos posts.
beijo, tchau.

Advertisements

7 Responses to “confraternizar pra quê?”

  1. Garbln December 3, 2009 at 8:39 pm #

    Por essas coisas que eu gosto tanto de Office. A gente se identifica mesmo.

  2. Andreia December 4, 2009 at 2:00 am #

    seus posts de final de ano da firma são sempre ótimos. Só tô com medo do seu discurso…conta logo. rs. beijos

  3. Rui December 4, 2009 at 10:30 am #

    Oi, eu sou o VP da firma e quero ver vc no RH segunda-feira.

    • Paula Schutze December 4, 2009 at 7:40 pm #

      Olá Sr VP.
      Não será necessário. I just quit today.

  4. jana garcia December 4, 2009 at 12:46 pm #

    jesus… que medo…
    tenho duas fesdefirrma esse mês, senti vários calafrios e déjà-vus agora…

  5. Denise December 7, 2009 at 11:43 am #

    Bah, graças ao bom deus, não se falou de amigo-secreto ou confraternização de final de ano. E eu vou cotinuar bem quietinha. hehe

  6. Nadja G. December 10, 2009 at 12:28 am #

    Meeeu, pelo menos vc teve festa de firma. Pelo segundo ano seguido eu nao tive. O pessoal organizou uma festa “nao-oficial” beeem meia-boca.

    Adoro festa de firma, quando vc vai ver tá dancando salsa com o vice-presidente e fulaninha do RH tá pegando com forca o feioso de financas. HAHA Adoro!

    Beijos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: