chove lá fora e aqui (também).

27 Jul

domingo. 21h17. depois de um cansativo dia de chuva no shopping (segundo meu respectivo, shopping cansa porque a gente anda, anda, anda sem perceber), chego no conforto do lar. direto pro banheiro fazer aquele xixi amigo que estava morando de mim há uma meia hora. entro no banheiro no escuro mesmo – pra quê gastar luz se eu sei onde fica a privada na imensidão do meu toilette, hein? no que eu escuto: ploch, ploch, ploch. ãhn? como assim, este é o barulho que faz a pegada quando piso em poças. pois é. meu banheiro era nada mais nada menos que uma grande, uma imensa poça.

apesar da chuva: não, não era uma goteira. devia ser um vazamento na privada, no registro ou em qualquer lugar onde circula água no banheiro. 48 horas e muitos paninhos depois, o vazamento persistia. e antes que alguém pense que eu sou muito burra, sim, fechei o registro. resultado: zero. passei o domingo de balde e luva juntando a água que vertia pelo azulejos feito uma cachoeira de pobre e ia se espalhando pela casa.

gostaria de ressaltar que chove incessantemente em curitiba há mais de mês, especialmente nos últimos dias. ou seja: panos não secam. toalhas não secam. luvas não secam. nada seca.

mas nada como a visita de um bom encanador pra resolver tudo, certo? errado. certo seria se eu morasse num prédio menos judiado. que não necessitasse de uma reforama hidráulica completa. que não vertesse água pelas paredes! o moço veio, abriu tudo, tirou tudo, trocou tudo, até onde não tinha problema – sabia que privadas tem parafusos? pois é!

então depois de litros de água desperdiçados, um dia de trabalho perdido na função “meu dia com o encanador”… o vazamento continua lá. lindo e formoso, vertendo feito a chuva lá fora. a boa notícia é que tem conserto. só precisa quebrar a parede do prédio quando não tiver ninguém morando nele! é ou não é um conforto para toda essa gente que já anda super feliz com a temporada de chuva?

essas são as novas.

aquele abraço!

Advertisements

One Response to “chove lá fora e aqui (também).”

  1. Nelson July 29, 2009 at 5:07 pm #

    Que tragédia….Uma moradora do meu predio teve esse problema alguns anos atrás e chegaram à conclusao que o encanamento do prédio estava podre e que teria de ser trocado do primeiro ao último andar. Assim, quebraram paredes de todos os banheiros para substituir os canos. O prédio é antigão, dos anos 70, mas pelo menos nessa parte foi recauchutado.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: