o rabo-do-prédio.

18 Mar

já sabemos que fumar faz (muito) mal à saúde, além de ser fedido. continuamos comprando carteiras de cigarros com fotos horrorosas no verso. não satisfeitos, ampliamos o leque de vícios – marlborinho fresh mint, convenhamos. já somos socialmente recriminados onde quer que se vá. dia desses, pitando um cigarrim na frente do prédio, um senhor que passava olhou pra mim e me deu um esporro: – larga essa porcaria!

fácil né, deve ser por isso que até hoje não larguei! estava faltando alguém me repreender assim! =P estava faltando um desconhecido passar na rua e me olhar torto, decerto.

bem, não bastasse tudo isso, todas as campanhas do ministério da saúde, das empresas, dos não-fumantes, da mídia e da unidos do caralho a quatro, somos também obrigados a ficar em ambientes insalubres. afinal de contas, não basta fumar e poluir seus pulmões, é preciso castigar o conjunto da obra. quer fumar? reservamos um cantinho fedorento pra você no último piso do shopping. um cantinho que, além de fedorento, é escuro e totalmente escondido dos olhares recriminadores da população de não-fumantes. lá é tão fedorento e tão escuro que ninguém tem coragem de entrar para limpar – vide os cinzeiros acumulando montanhas de bitucas.

e todo edifício comercial tem também seu fumódromo. aqui existe o rabo-do-prédio, um fundilho conjugado ao estacionamento e que serve de caminho para a entrada de serviço. isso significa misturar a fumaça do seu cigarro às baforadas de escapamentos de kombis, fuscas, vans e afins. no rabo-do-prédio, claro, não há circulação de ar. isso faz com que você sinta-se mais fedorento. e, claro, impede você de poluir o ar tão puro do mundo com a fumaça fedida do seu cigarrim. e ainda assim, minha gente, continuamos todos fumando. eu se fosse do ministério da saúde ia gastar dinheiro em outra campanha… mas isso é só o que eu penso.

|ouvindo lissy trullie – taught learner|
you change your hair
but you look the same

Advertisements

One Response to “o rabo-do-prédio.”

  1. Oksana March 20, 2009 at 7:46 pm #

    Eu larguei do pigas por todos os motivos citados no seu texto – fedor, discriminação social, mal à saúde – e mais alguns – beijo sabor cinzeiro, elevados gastos com Trident e com o próprio cigarro, a decepção ao chegar num lugar que só vende Luke Strike, a estranha fixação na fase oral que passei a satisfazer de outras maneiras, hohoho – exceto pelas campanhas do Ministério da Saúde. Até pensava em recortar as carteiras e fazer um jogo da memória com as figuras.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: